segunda-feira, 6 de julho de 2009

Antes que a lampada se apague - Sermão

Antes que a lampada se apague - Sermão
Tipo: Esboços e estudos bíblicos / Autor: Pr. Eder Guerrero da Silva

Antes que a lâmpada de Deus se apague. (Texto: I Sm 3.3)

Introdução: No templo do Senhor os sacerdotes tinham algumas tarefas importantes para cumprir além de ministrar os sacrifícios, as ofertas e a adoração era também sua função cuidar que o fogo aceso sob o altar não se apagasse e que os candelabros ou candeeiros permanecessem acesos durante o dia e noite, esses candeeiros eram feitos de ouro batido, com sete braços e dentro desses braços que eram ocos era colocado azeite e na ponta de cada braço um pavio que produzia luz após aceso, então cuidar desses candelabros era primordial fazendo o abastecimento de azeite e trocando sempre que necessário o pavio. À luz das escrituras veremos que lâmpada é na verdade símbolo de verdade, de transparência, de segurança e sobre tudo do Espírito de Deus em nossas vidas.

1º tópico – O Candelabro
A) Feito de ouro batido (Ex 25:31)
Para ser o portador da chama é necessário ser precioso diante de Deus
B) Tinha condutores internos intercalados.
Os braços por onde circulava o azeite tinha que estar desobstruídos ou limpos, e eram intercalados entre si, assim deve estar o portador da luz divina, limpo de toda maldade e pecaminosidade e intercalado ou unido com os demais braços do candelabro.

2º tópico – O combustível

A) O combustível era azeite.
Para o candelabro ficar aceso é preciso no reservatório azeite, assim também deve ser o cristão para ser a luz do mundo deve ter uma reserva de azeite na vida.

B) O azeite.
O azeite é produzido pela prensagem do fruto da oliveira, não é moído, nem ralado é “prensado”. Jesus no getsêmani, quando orava diz a Palavra de Deus que saia do seu corpo sangue no lugar de suor, certamente Jesus estava sendo prensado contra a sua vontade, estava naquele momento produzindo combustível para permanecer aceso nas horas em que fiaria na cruz. As vezes para produzirmos luz de nós mesmos temos que ser prensados por Deus contra nossa vida carnal.

- Vemos vários exemplos na Palavra de deus sobre azeite e luz, mais o que mais me chama a atenção é a parábola das dez virgens, detalhe todas eram: virgens, estavam de branco (pureza), prontas para o noivo (preparadas), mas 05 com azeite somente para um dia e outras cinco para muitos dias, diz a bíblia que tardando o noivo, todas dormiram com lâmpadas acesas mas a meia noite ouviu-se o grito “Eis o noivo” e ai as loucas notaram que o azeite para as lâmpadas não foram suficientes. Às vezes temos de Deus poder e virtude apenas para um dia, ou uma semana ou mesmo um mês, mas o tempo é assim passa num instante e logo se vão anos, muitos dos que estão afastados da presença de Deus é porque o noivo demorou a chegar e só tinham azeite pra um dia. O conselho das prudentes era que as loucas fossem à quem vendesse azeite para poder reabastecer as suas lamparinas, talvez eu, você que me lê estejamos precisando ir ao que vende comprar azeite para nossas vidas.

3º tópico – A lâmpada acesa e apagada:

Lamparina acesa produz:
- Luz, que ilumina toda a casa.
- Traz a tona tudo o que estiver desarrumado.
- Serve como condutora para o caminho.
- Na luz podemos ver defeitos e imperfeições que não vemos no escuro.
- Com a luz as trevas se desfazem.
- Trevas é a ausência de luz.

Lamparina apagada produz:
- Escuridão que enegrece todo o entendimento.
- Esconde todos os erros de uma vida.
- Nos faz errar o caminho.
- Nas trevas não vemos nem erros nem defeitos na verdade não vemos nada.
- Produz fuligem, uma cinza que sai do pavio fumegante que suja tudo que tiver por perto e irrita os olhos, assim é um cristão apagado espiritualmente suja tudo o que coloca a mão e irrita a visão dos que estão na luz.

4º tópico – Entrar no templo antes que a lâmpada se apague.
A) O tempo de reavivar a sua vida espiritual é hoje.
B) O tempo de adquirir azeite é hoje também, através da meditação na Palavra de Deus, oração, jejum e momentos de adoração àquele que tem azeite pra tua vida.
C) Um dia a lâmpada vai se apagar e ai não resta-nos mais nada a não ser lamentação e dor.

5º tópico – Não brinque com Deus para que a lâmpada não se apague.

- O rei Davi foi um grande conquistador como sabemos, erra guerreiro temido na batalha, valente, corajoso e gostava de demonstrar nas guerras que era mesmo um valente. Diz a bíblia que já estando o rei Davi em idade avançada houve uma guerra entre os filisteus e Israel, e Davi não pensando duas vezes tomou um cavalo, pegou sua espada, seu escudo e sua lança e foi pra peleja, porem nesta batalha Davi caiu do cavalo diante de um gigante dos filisteus, e nos diz a Palavra que um destes gigantes pegando a sua lança iria crava-la no peito de Davi que não tinha como se defender do ataque, mas um dos valentes de Davi, entrou na frente feriu o gigante e o matou, tomou o rei nos braços e o levou para o palácio fazendo uma grande advertência "Porém, Abisai, filho de Zeruia, o socorreu, e feriu o filisteu, e o matou. Então os homens de Davi lhe juraram, dizendo: Nunca mais sairás conosco à peleja, para que não apagues a lâmpada de Israel." (II Samuel 21 : 17)
Alguns dirão que Davi demonstrou ser valente, corajoso, mas quero salientar que Davi não precisava mais ir para frente de batalha, que não era mais necessário que ele provasse nada a ninguém, ou seja, será que Davi não foi no mínimo irresponsável?

O meu desejo é que todos os que professem a Cristo como Salvador sejam cheios de azeite e que as suas lâmpadas nunca se apaguem.

Naquele que um dia me iluminou, e em mim tem produzido a Sua


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário